Administração de Empresas – O Sucesso do Futuro

No Brasil, essa profissão surgiu na década de 40, por causa dos administradores de empresas que comandavam as companhias de navegações americanas. A sua
expansão aconteceu em 1960, e no governo Getúlio Vargas, ganhou status por causa da necessidade de preencher a administração pública federal. A lei 4.769 regulamenta
a profissão e foi aprovada em nove de setembro de 1965 (Dia do Administrador).
Você sabia que para ser candidato (a) a presidência dos Estados Unidos precisa ser formado (a) em Administração de Empresas? Isso mostra o quão importante e
necessária essa profissão se tornou.
Os interessados precisam gostar de números para calcular, planejar e projetar cenários futuros. A versatilidade da profissão permite que o (a) graduado (a) trabalhe em
diversas áreas, como Marketing, Comércio Exterior, Administração Pública etc.
Segundo o Conselho Federal de Administração, a renda média deste profissional gira em torno de R$ 7.643. Já a consultoria Robert Half, afirma que diretores Executivos e
de Operações podem ganhar entre R$ 25 mil e R$ 50 mil. Um levantamento do Mundo Vestibular mostra que Administração está entre os dez cursos mais baratos do Brasil.